Aprovada indicação para o cargo de embaixador do Brasil na Costa Rica

Da Redação | 20/11/2018, 17h28 - ATUALIZADO EM 20/11/2018, 17h50

Por 54 votos favoráveis, três votos contrários e uma abstenção, o Plenário aprovou nesta terça-feira (20) a indicação do diplomata Antonio Francisco da Costa e Silva Neto para o cargo de embaixador do Brasil na Costa Rica. A aprovação será comunicada à Presidência da República.

Entre as funções por Costa e Silva Neto no Ministério das Relações Exteriores, em Brasília, destacam-se as de assistente na Divisão da América Meridional II (1985-1988); professor assistente de Política Externa Brasileira Contemporânea no Instituto Rio Branco (1986); professor assistente de História das Ideias (1987); e introdutor diplomático em gabinete de ministro de Estado (1996 a 2000).

No exterior, o diplomata serviu, entre outros postos, na missão junto às Nações Unidas, em Nova York (1988-1991); e nas Embaixadas do Brasil em Montevidéu (1991-1994); em São Domingos (1994-1996); em Paris (2000-2004); em Assunção (2004-2008); no México (2008-2011); em Kingston, Jamaica, como embaixador (2011-2015), e na embaixada em Helsinque, também como embaixador, a partir de 2015.

Em sabatina na CRE no último dia 7, Costa e Silva informou que a Costa Rica tem conseguido manter um crescimento econômico em torno de 4% ao ano, fator muito importante para que seja mantida a estabilidade político-social conquistada desde a Constituição de 1949. No entanto, o país tem tido déficits fiscais recorrentes nos últimos anos, o que provocou um aumento desafiador da dívida pública.

A indicação de Antonio Francisco da Costa e Silva Neto foi relatada na CRE pelo senador Hélio José (Pros-DF).

Costa Rica

A Costa Rica tem população de 5,15 milhões de habitantes, produto interno bruto (PIB) de US$ 54,98 bilhões e PIB per capita da ordem de US$ 11 mil (est.), todos em dados de 2017. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) era, em 2016, de 0,776, ocupando o 66º lugar entre 188 países. A expectativa de vida em 2016 alcançava os 79,6 anos, segundo dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). O índice de alfabetização, também segundo dados do Pnud, é de 97,8%.

Em relação ao comércio bilateral, em 2017 as trocas entre Brasil e Costa Rica totalizaram US$ 335,2 milhões, resultado 4,5% inferior ao registrado em 2016. As exportações brasileiras somaram US$ 277,7 milhões, o que equivale a 82,8% do total da corrente de comércio. A balança bilateral é, portanto, favorável ao Brasil, com superávit de US$ 220,2 milhões, em 2017.

Os principais produtos brasileiros exportados para a Costa Rica no primeiro semestre de 2017 foram "falsos tecidos" de polipropileno; produtos semimanufaturados de ferro, aço e outros metais; automóveis para até seis passageiros; medicamentos; pás mecânicas; escavadoras; carregadoras e válvulas cardíacas.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
20h30 Médicos: O Plenário do Senado aprovou requerimento para a realização de sessão especial no próximo dia 26, com objetivo de celebrar o Dia do Médico comemorado em 18 de outubro.
20h18 Crédito para micros e pequenas empresas: Senado aprovou contratação de empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no valor de US$ 750 milhões para iniciativas inovadoras de acesso ao crédito. O PRS 48/2020 vai à promulgação.
Ver todas ›