Lídice da Mata lembra participação da sociedade na elaboração da Constituição

Da Redação | 07/11/2018, 17h31 - ATUALIZADO EM 07/11/2018, 18h39

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) destacou em Plenário, nesta quarta-feira (7), os 30 anos da Constituição federal, de cuja elaboração participou, ainda como deputada, entre 1986 e 1988. Ela defendeu a Constituição federal — celebrada em sessão solene do Congresso na última terça — e também a presença feminina na organização e participação parlamentar.

A senadora ressaltou que a Constituição foi um marco fundamental na elevação da mulher ao patamar de cidadã, com direitos iguais aos dos homens.

— Inúmeras conquistas podem ser atribuídas ao famoso 'lobby do batom', como a licença-maternidade, a licença-paternidade, o salário-família, o direito a creche e educação pré-escolar, entre outros — declarou a senadora.

A senadora ressaltou a importância de salvaguardar e defender a democracia brasileira e a Constituição do país. Lídice disse que o processo constituinte nasceu de baixo para cima,  da base da organização da sociedade brasileira. E essa foi a marca da Assembleia Nacional Constituinte, com as mobilizações setoriais e temáticas, que se apresentavam através das emendas populares que continham milhares de assinaturas.

— A Constituição Cidadã tem esse nome de forma muito própria, muito justa, porque ela nasceu com a liberdade, com a organização da sociedade brasileira, da cidadania brasileira — discursou, fazendo críticas aos discursos de ódio.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)