Congresso deve ter grandeza para atender expectativa do povo, diz Eduardo Gomes

Da Redação | 30/10/2018, 11h08

Selo_Eleições_2018Eleito por Tocantins para o Senado Federal, Eduardo Gomes (SD-TO) diz que o Congresso Nacional precisa ser propositivo e estabelecer um ambiente de convergência nos próximos anos. Ele diz que o país vive um momento de mudança e que o papel do Parlamento nesse contexto deverá ser de grandeza para entender o que a população espera dele.

— Todas as reformas são importantes. Precisamos aferir todas as informações econômicas e sociais para que elas reflitam a necessidade da população. Há muito debate ideológico vinculado à questão político-partidária, quando na verdade as reformas devem ter sintonia com a realidade.

Ele afirma que é necessário proceder a grandes mudanças legislativas na Previdência Social e no sistema tributário, bem como retomar a reforma política. Além disso, o futuro senador garante estar disposto a contribuir para a construção de uma pauta nacional ampla que englobe infraestrutura, saúde e segurança pública.

Gomes também comentou a renovação do Senado nas eleições do início de outubro, quando apenas 25% dos senadores candidatos à reeleição tiveram sucesso. Para ele, o resultado das urnas representou uma mensagem, mas a verdadeira mudança depende de mais do que isso.

— Quando um colegiado se renova, é porque as práticas atuais não deixaram a população satisfeita. Isso não quer dizer que a simples renovação signifique um bom serviço. Para que ela seja efetiva e salutar, os novos eleitos precisam compreender o papel do Senado.

Candidato mais votado do Tocantins para o Senado, com 248,3 mil votos, Eduardo Gomes foi vereador em Palmas (TO) e deputado federal por três mandatos (2003-2015). Na Câmara dos Deputados, foi primeiro-secretário da Mesa Diretora e presidiu a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática e a Frente Parlamentar em Defesa da Infraestrutura Nacional.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)