Para Gleisi, Bolsonaro é responsável por onda de violência

Da Redação | 17/10/2018, 18h11 - ATUALIZADO EM 17/10/2018, 18h33

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) acusou o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro de ser o responsável pela “onda de violência” na política brasileira. Ela citou uma série de agressões e mortes que estariam associadas a apoiadores do candidato do PSL. Para a senadora, Bolsonaro “simboliza a violência, a crueldade, a barbárie” e, dessa forma, libera práticas que considera “nefastas e violentas” a seus eleitores.

— Agora são os homossexuais, são os gays, a população LGBT, as mulheres; daqui a pouco, será a população negra; daqui a pouco, será a população mais pobre; e, daqui a pouco, serão aqueles que divergirão das suas ideias, porque com quem não tem causa e projeto não tem discussão.

Além de dizer que Bolsonaro é “a fraude em pessoa” que levará o Brasil ao “precipício”, Gleisi acusou o candidato de beneficiar-se da distribuição orquestrada de mentiras pela internet, de receber patrocínio estrangeiro ilegal e de usar as redes para disseminar “orientações de violência”.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)