Vanessa Grazziotin critica propagação de notícias falsas contra candidatos

Da Redação e Da Rádio Senado | 10/10/2018, 16h09 - ATUALIZADO EM 10/10/2018, 17h07

Em pronunciamento em Plenário nesta quarta-feira (10), a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), listou declarações do candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, a respeito de negros e mulheres, e afirmou que essas declarações não podem ser relativizadas como, segundo ela, tentam fazer aqueles que o apoiam. A senadora chamou atenção para o que ela chama de risco para a Zona Franca de Manaus, caso Bolsonaro seja eleito. Vanessa criticou ainda propostas apresentadas pela equipe de Bolsonaro que, segunda ela, reduzem os direitos dos trabalhadores.

Vanessa Grazziotin fez uma análise sobre o desempenho das mulheres nas eleições. Ela comemorou o maior crescimento da história na bancada feminina na Câmara dos Deputados, com mais de 70 parlamentares eleitas, ou 15% do número de deputados. Ela citou o caso da indígena Joênia Wapichana, eleita deputada federal pelo Amapá, para exemplificar as dificuldades que as mulheres encontram na política.

A senadora falou também sobre a propagação de mentiras contra o candidato à presidência pelo PT, Fernando Haddad, e sua vice, Manuela D'Ávila e elogiou a atuação do Tribunal Superior Eleitoral contra essas mentiras. Disse que é importante que a decisão do voto não seja tomada com base em informações falsas.

— Eu vi que, ontem, o candidato que nós apoiamos, mais uma vez deu uma entrevista coletiva, falando e denunciando a quantidade de mentiras que estão sendo espalhadas pela internet; não só pela internet, o que é mais grave, mas pelos telefones, através de aplicativos como o WhatsApp. Ou seja, estão transformando o candidato Haddad num candidato violento e a candidata Manuela numa candidata que não defende a família. Isso é uma barbaridade. E quero aqui mais uma vez dizer: muito importantes têm sido as decisões tomadas pelo Tribunal Superior Eleitoral, que tem tentado coibir esse tipo de ação — declarou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
16h59 Malawi: Por 41 votos a favor e duas abstenções, o Plenário aprovou a indicação do diplomata Artur José de Oliveira para o cargo de embaixador do Brasil no Malawi (MSF 38/2018).
16h52 Acordo com a República Tcheca: O Plenário aprovou o Projeto de Decreto Legislativo 24/2018, que confirma acordo de assistência aduaneira entre Brasil e República Tcheca. O texto vai a promulgação.
16h50 Agência multilateral: O Plenário aprovou o Projeto de Decreto Legislativo 23/2018, que confirma emendas aos artigos 11 e 12 da convenção que estabelece a Agência Multilateral de Garantia para Investimentos. O texto vai a promulgação.
Ver todas ›