CRA aprova emendas de acréscimo para a agricultura

Da Redação | 09/10/2018, 16h50 - ATUALIZADO EM 10/10/2018, 10h40

A comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou, nesta terça-feira (9), o relatório do senador Lasier Martins (PSD-RS) que definiu quatro emendas de apropriação a serem apresentadas ao Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2019 (PLS 27/2018).

O relatório definiu o acréscimo de R$ 106 milhões ao setor de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico para a Agropecuária, da Embrapa; R$300 milhões para o Fomento do Setor Agropecuário, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); R$ 300 milhões para o setor de Promoção e Fortalecimento da Agricultura Familiar, da Casa Civil; e mais R$300 milhões para o Desenvolvimento de Assentamentos Rurais, do INCRA.

Foram 81 propostas de emenda apresentadas à CRA, porém, apenas oito poderiam ser submetidas a votação, sendo quatro de acréscimo e quatro de remanejamento. O relator justificou sua escolha, afirmando que 38 sugestões foram de ação orçamentária para a agricultura. Por isso, o parlamentar optou por priorizar esse setor e não acolheu nenhuma de remanejamento.

— Nossa seleção se baseou, sobretudo, na frequência com que determinada ação orçamentária ou órgão orçamentário foi prestigiado nas propostas de emendas apresentadas — afirmou.

Na reunião, a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) parabenizou o relatório por destacar o importante papel da Embrapa no campo da pesquisa para a agropecuária do país:

— Hoje, de toda produção agropecuária brasileira, pelo menos 68% dizem respeito à aplicação da ciência e da tecnologia no setor. Graças a isso foi possível ampliar muito a produção em menor área utilizável, com uma preservação ambiental extraordinária.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)