Pará reelege Jader Barbalho e leva Zequinha Marinho para o Senado

Da Redação | 07/10/2018, 22h00 - ATUALIZADO EM 08/10/2018, 10h31

Selo_Eleições_2018Os eleitores do Pará reelegeram um de seus senadores por mais oito anos e renovaram a outra cadeira. Jader Barbalho (MDB) e Zequinha Marinho (PSC) foram os eleitos no estado.

Jader Barbalho foi o senador mais votado do Pará, com 19,74% dos votos. Marinho, por sua vez, é o atual vice-governador do estado e teve 19,62% dos votos.

Também candidato a reeleição, o senador Flexa Ribeiro (PSDB) ficou na terceira colocação e não retornará em 2019. Paulo Rocha (PT), o terceiro senador paraense, disputou o governo do estado mas não passou para o segundo turno. Ele ainda tem mais quatro anos de mandato.

Jader Barbalho (MDB)

Jader Fontenelle Barbalho nasceu em Belém no dia 27 de outubro de 1944. É formado em direito e pai de quatro filhos. Foi eleito vereador pelo MDB em 1967, depois exerceu dois mandatos como deputado estadual. Em 1982 foi eleito governador do Pará. Em 1987, foi nomeado ministro da Reforma e do Desenvolvimento Agrário, no governo do então presidente da República, José Sarney. No ano seguinte assumiu o Ministério da Previdência e Assistência Social. Em 1991, foi eleito novamente governador.

Em 1995 elegeu-se senador pela primeira vez, foi líder da bancada do PMDB e, em fevereiro de 2001, eleito para presidir o Congresso. Em 2002 ganhou a eleição para deputado federal com reeleição em 2006. Retornou ao Senado em 2011.

Seus suplentes são o ex-vice-governador do estado Helenilson Pontes (PSD) e o deputado estadual João Chamon (MDB).

Zequinha Marinho (PSC)

José da Cruz Marinho nasceu no município de Araguacema (TO) no dia 18 de setembro de 1959. É formado em pedagogia e teologia, é técnico em contabilidade e pós-graduado em administração pública pela Faculdade Internacional de Curitiba (Facinter).

Iniciou a sua vida política em 1992, como candidato a prefeito de Conceição do Araguaia (PA). Em 1994, foi eleito deputado estadual e em 1998 foi reeleito para o mesmo cargo. No ano de 2002, foi eleito deputado federal. Em 2006 e 2010 foi reeleito para o mesmo cargo. Em 2014, elegeu-se vice-governador na chapa de Simão Jatene (PSDB).

Seus suplentes são Arlindo Silva (PSC) e Marinho Cunha (Avante).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)