Maria do Carmo cobra revitalização do Rio São Francisco

Da Redação | 09/08/2018, 13h01 - ATUALIZADO EM 09/08/2018, 18h19

O Rio São Francisco precisa de revitalização, não de transposição, para garantir sua saúde hídrica, o abastecimento de água e o desenvolvimento dos estados que se valem de suas águas, disse nesta quinta-feira (9) a senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE) em Plenário.

Ela demonstrou preocupação com os níveis dos reservatórios, já que o maior deles, de Sobradinho (BA), já enfrenta um controle rigoroso da vazão para garantir a manutenção do nível da água acima do volume morto. O abastecimento de Sergipe depende em 40% das águas do São Francisco.

A vida ao longo das margens do rio, no entanto, já mudou bastante, apontou a senadora: a pesca para consumo das famílias dos pequenos peixes quase não é mais viável, os grandes já não aparecem mais. Apenas as lavadeiras permanecem exercendo seu ofício. Segundo a parlamentar, o cenário desolador pode se acentuar se nada for feito para apressar a revitalização do Velho Chico.

— Precisamos de vontade e ação política para estabelecer com urgência programas de recuperação vegetal, com plantio de espécies nativas, por exemplo. Só com um esforço concentrado direcionado pelo governo brasileiro e pelos estados que se servem do rio poderemos evitar as terríveis perspectivas com as quais estaremos lidando nos próximos anos e prometem esvaziar a torneira do povo sergipano — afirmou Maria do Carmo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)