Senado do Futuro vai debater torcidas organizadas, tatuagens e assédio moral

Da Redação | 08/08/2018, 15h36 - ATUALIZADO EM 08/08/2018, 20h09

A Comissão Senado do Futuro vai discutir em audiência pública o panorama do futebol brasileiro, a situação das torcidas organizadas e a relação com os seus respectivos clubes e o poder público em cada estado. Requerimento para o debate, do senador Hélio José (Pros-DF), presidente do colegiado, foi aprovado nesta quarta-feira (8).

A audiência ainda não tem data marcada, mas deverão ser convidados representantes da Associação Nacional das Torcidas Organizadas, professores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), além do deputado federal Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, e do filósofo Mário Sérgio Cortella.

Outra audiência aprovada, e também ainda sem data prevista, deve debater a criminalização do assédio moral no trabalho. A pedido de Hélio José serão convidados representantes do Ministério da Saúde, do Ministério do Trabalho e Emprego, do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Conselho Nacional de Saúde e da Central Única dos Trabalhadores, entre outros.

A discussão sobre a regulamentação da atividade de tatuador e o futuro dessa profissão em audiência pública também consta de requerimento aprovado pela comissão. Serão convidados representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária e de associação de tatuadores, além de pessoas tatuadas.

Distrito Federal

Foi aprovada ainda a realização de duas audiências públicas para discutir problemas do Distrito Federal — uma para tratar da necessidade de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Brazlândia e outra para debater as propostas e alternativas para o transporte coletivo público. Os requerimentos foram apresentados pelo senador Cristovam Buarque (PPS-DF) e por Hélio José, respectivamente.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
17h38 Egito e Eritreia: Senado aprova indicação de Antonio de Aguiar Patriota para embaixador do Brasil junto à República Árabe do Egito e, cumulativamente, ao Estado da Eritreia. A indicação teve 64 votos favoráveis, dois contrários e duas abstenções.
17h24 Santa Sé e Malta: Foi aprovada em Plenário, com 47 votos favoráveis e 2 abstenções, a indicação do diplomata Henrique da Silveira Sardinha Pinto para a embaixada do Brasil junto à Santa Sé e, cumulativamente, à Ordem Soberana e Militar de Malta.
17h15 Unesco: Com 48 votos favoráveis e 2 abstenções, o Plenário aprovou a indicação do diplomata Santiago Irazabal Mourão para exercer o cargo de Delegado Permanente do Brasil junto à Unesco.
Ver todas ›