Reguffe critica medidas da ANS que encarecem planos de saúde

Da Redação e Da Rádio Senado | 03/07/2018, 19h44 - ATUALIZADO EM 03/07/2018, 23h28

O senador Reguffe (sem partido-DF) criticou a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) por ter entrado na Justiça e conseguido derrubar liminar de um juiz que limitava a 5,72% o aumento dos planos de saúde individuais. Para ele, o órgão hoje serve apenas a interesses comerciais, apesar de sua diretoria e seus conselheiros serem pagos com o dinheiro do contribuinte.

Em discurso nesta terça-feira (3), o senador também reclamou de outra resolução da ANS que permite que seja cobrado do cliente de um plano de saúde 40% do preço do atendimento. Reguffe comunicou que vai votar a favor de um decreto legislativo para sustar essa medida.

- Eu não sou contra que se crie um mercado de coparticipação, onde a pessoa contribua com uma parte. Mas não com 40%, não dobrando-se a mensalidade, porque isso é uma forma de dobrar a mensalidade de forma indireta - afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)