Representantes da construção civil pedem a Eunício regulamentação do distrato

Da Redação | 12/06/2018, 15h34 - ATUALIZADO EM 12/06/2018, 20h08

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, recebeu nesta terça-feira (12) o ministro das Cidades, Alexandre Baldy; o presidente da Caixa, Nelson Antônio de Souza; o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Rodrigues Martins; e outros representantes do setor, que pediram a aprovação do projeto que define regras para a desistência da compra do imóvel, o chamado distrato. O texto (PL 1220/2015, na Câmara) foi aprovado pelos deputados no último dia 6 de junho e enviado para apreciação do Senado.

A proposta, de autoria do deputado Celso Russomanno (PRB-SP), mas aprovada na forma de um substitutivo do deputado José Stédile (PSB-RS), disciplina os valores a receber pelo mutuário na desistência da compra de imóvel.

- Que o Senado possa apreciá-lo também com celeridade porque ele visa garantir a retomada do setor da construção civil, da indústria da construção civil. A retomada para que nós consigamos manter esse crescimento de 22% que foi realizado no primeiro trimestre e também mantê-lo de forma equilibrada para as várias faixas da construção - disse o ministro das cidades.

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) e a senadora Ana Amélia (PP-RS) também participaram da reunião.

Da Assessoria de Imprensa da Presidência do Senado

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
21h13 Decretos sobre armas: Foi retirado de pauta o PDL 55/2021, projeto que suspende decretos do governo federal que flexibilizam a aquisição, o registro, a posse e o porte de armas. Os senadores concordaram em aguardar decisão do STF sobre o tema.
20h59 Regularização de assentamentos: O Senado aprovou projeto que permite a regularização fundiária de assentamentos em terras da União, em áreas rurais e urbanas (PL 4.348/2019). Texto volta à Câmara dos Deputados.
19h00 Correção patrimonial: Os senadores aprovaram a criação do Regime Especial de Atualização Patrimonial (Reap), que permite a correção de valores e de dados de bens móveis e imóveis no Imposto de Renda (PL 458/2021). Vai à votação na Câmara.
Ver todas ›