Comissão debate atuação da BRF em Goiás

Da Redação | 11/06/2018, 17h23 - ATUALIZADO EM 11/06/2018, 17h44

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) promove na próxima terça-feira (12) audiência pública interativa para debater os impactos gerados pela atuação da empresa BRF em Goiás.

Para o debate foram convidados o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi; o superintendente do Banco do Brasil em Goiás, Marco Antônio Felício Sanches; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner; e o presidente do Conselho de Administração da BRF, Pedro Parente. A iniciativa da realização da audiência é da senadora Lúcia Vânia (PSB-GO).

A BRF é uma das maiores companhias de alimentos do mundo e conta com mais de 30 marcas, entre elas Sadia e Perdigão. A empresa reúne mais de 13 mil produtores integrados, mais de 30 mil fornecedores (4 mil apenas de grãos, farelos e óleos) e 240 mil clientes em todo o mundo.

A BRF esteve envolvida na Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal em março de 2017, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa liderada por fiscais agropecuários federais e empresários do agronegócio. A operação detectou, em quase dois anos de investigação, que as superintendências regionais do Ministério da Agricultura no Paraná, Minas Gerais e Goiás atuavam diretamente para proteger grupos empresariais, em detrimento do interesse público.

Os agentes públicos, utilizando-se do poder fiscalizatório do cargo, mediante pagamento de propina, atuavam para facilitar a produção de alimentos adulterados, emitindo certificados sanitários sem qualquer fiscalização efetiva, desrespeitando a legislação vigente.

A audiência da Comissão de Agricultura tem início às 11h na sala 7 da ala Alexandre Costa.

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
www.senado.gov.br/ecidadania
Alô Senado (0800-612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)