Requião propõe pacto nacional para resolver crise política e econômica

Da Redação | 07/06/2018, 14h03 - ATUALIZADO EM 07/06/2018, 14h32

Em pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (7), o senador Roberto Requião (MDB-PR) afirmou que o Congresso Nacional deve tomar a frente para resolver a crise política e econômica, antes que se instale o caos. Ele propôs que o Senado institua uma comissão de emergência, junto com a Câmara dos Deputados, para avaliar a crise e buscar um grande pacto nacional, que comece por atacar o desemprego.

De acordo com o senador, o atual governo não reúne mais condições para dirigir o país.

— O caos que se avoluma pode nos levar, sem sombra de dúvida, à necessidade concreta de uma intervenção das Forças Armadas. Isso não é desejável, e nós temos que começar a pensar em alternativas estratégicas para que o Brasil não embarque no caos que nos leva à morte, ao desespero e à liquidação total do tecido social e das organizações da República – avaliou.

Requião sugeriu ainda a eleição de um presidente interino, a ser escolhido por deputados e senadores, para dar início à recuperação do país e conduzir o Brasil até as eleições de outubro.

— Acredito que o presidente interino, eleito pelo Congresso, teria condição de convocar a Nação para um grande pacto nacional que possibilitasse o estreitamento das grandes divisões políticas que reduzem a solidariedade entre o povo brasileiro a nada. A ele competiria também conduzir, como disse, as eleições gerais de outubro. Seria uma espécie de recomeço do zero da República – disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)