Plenário homenageará ex-senador que ajudou a aprovar mudança da capital para Brasília

Da Redação | 07/06/2018, 11h46 - ATUALIZADO EM 07/06/2018, 15h01

O Senado vai homenagear o centenário de nascimento do ex-senador, ex-deputado federal, advogado e jornalista Emival Ramos Caiado. A sessão especial será realizada na sexta-feira (8), a partir das 10h. A homenagem foi requerida pelo senador Vicentinho Alves (PR-TO).

Nascido na Cidade de Goiás (GO) em 4 de maio de 1918, Emival Ramos Caiado foi também agropecuarista e veio a falecer na capita do estado, Goiânia, em 7 de agosto de 2004, aos 87 anos. Como deputado federal, o goiano Emival Caiado foi autor da lei que fixou a data de mudança da capital brasileira do Rio de Janeiro para Brasília (Lei 3.273/1957), determinando que Brasília deveria ser inaugurada no dia 21 de abril de 1960.

Além disso, Emival foi relator dos principais projetos que estruturaram Brasília, no final dos anos 1950, auxiliando também o presidente Juscelino Kubitschek a articular e aprovar a mudança da capital. O homenageado foi filiado à antiga UDN e, depois, à Arena.

Emival era filho de Totó Caiado, um dos políticos de Goiás de maior destaque em seu tempo. Emival é pai do ex-deputado federal Sérgio Caiado e tio do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO). No livro "O Legislador da Construção de Brasília", o jornalista José Asmar afirma que Emival Caiado foi o "arquiteto das leis" que permitiram a construção de Brasília.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)