Marta Suplicy defende investimentos na educação para enfrentar a violência

Carlos Penna Brescianini | 06/06/2018, 20h44 - ATUALIZADO EM 07/06/2018, 20h36

A senadora Marta Suplicy (MDB-SP) destacou, em discurso nesta quarta-feira (6), os números divulgados pelo IPEA no Atlas da Violência de 2018. A senadora se declarou chocada com os números, em que metade dos casos de estupro foram cometidos contra menores de 13 anos de idade. Ela fez uma relação entre a criminalidade e a falta de educação.

- Essa violência tem tudo a ver com a desigualdade social e a falta de educação no Brasil. Não é apenas a repressão que resolve. A educação é um processo de longo prazo, em que países bem sucedidos investiram durante muitos anos.

Segundo a senadora, é preciso investir durante muitos anos para que os bons efeitos da educação possam aparecer. Além disso, aproveitando-se a última reforma educacional, deve-se investir na formação dos professores, especialmente aqueles do ensino básico.

Marta afirmou que não é armando todas as pessoas nem aplicando a política de olho por olho que se mudará a situação econômica e social. Nem se reduzirá a violência. A senadora acredita que o Brasil espera candidatos que falem verdadeiramente o que vão fazer. E que não proponham mágicas e sim, propostas claras e realizáveis.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
18h17 Embaixador na Costa Rica: Com 54 votos a favor, três contra e uma abstenção, o Plenário aprovou a indicação do diplomata Antonio Francisco da Costa Neto para o cargo de embaixador do Brasil na Costa Rica (MSF 76/2018).
18h16 Ficha Limpa: O senador Dalírio Beber (PSDB-SC) pediu a retirada de pauta do PLS 396/2017, de sua autoria, que mudaria a Lei da Ficha Limpa. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, colocou o pedido em votação e o enviou o PLS ao arquivo.
Ver todas ›