Paulo Rocha critica política de preços dos combustíveis

Da Redação e Da Rádio Senado | 05/06/2018, 19h32

Em discurso nesta terça-feira (5), o senador Paulo Rocha (PT-PA) classificou de “tresloucada” a política de preços dos combustíveis, que associou ao processo de sucateamento das refinarias da Petrobras e aos interesses de empresas privadas.

O parlamentar avalia que a redução do preço do óleo diesel, em resposta aos protestos dos caminhoneiros, custará mais de R$ 9 bilhões em subsídios, prejudicando as políticas públicas voltadas aos mais pobres. A medida, acrescentou, não atende à demanda pela redução dos preços da gasolina e do gás de cozinha.

Paulo Rocha declarou que os governos do PT valorizaram a Petrobras, e, como resultado, a gasolina sofreu somente sete reajustes em oito anos. O senador cobrou redução da volatilidade nos preços da estatal e um sistema de controle dos lucros de bancos e petroleiras como compensação ao subsídio aos combustíveis.

- Em suma, que se faça justiça tributária no Brasil. Qualquer coisa diferente disso é crime de lesa-pátria e atenta contra a razão do poder público em um ambiente democrático. Representar o povo é não tirar dele os seus recursos e as suas oportunidades - afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
16h40 Empréstimos para Curitiba: Senado aprova autorização para contratação de operação de crédito externo, de 138 milhões de euros, entre Curitiba e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), para o "Projeto Gestão de Risco Climático Bairro Novo do Caximba.
16h37 Empréstimos para Curitiba: Senado aprova autorização para operação de crédito externo, de US$ 106,7 milhões, entre Curitiba e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para o Projeto Aumento da Capacidade e Velocidade da Linha Direta Inter 2.
Ver todas ›