Dário Berger critica política de preços da Petrobras e lamenta prejuízos do setor alimentício

Da Redação e Da Rádio Senado | 28/05/2018, 16h00 - ATUALIZADO EM 28/05/2018, 16h01

O senador Dário Berger (MDB-SC) criticou a política de preços da Petrobras e a atitude — que considerou arrogante — do presidente da empresa, Pedro Parente.

Berger apontou várias distorções, como o de o preço internacional do combustível vendido pela Petrobras seja muito mais baixo do que o preço doméstico. Também condenou o aumento da importação de óleo diesel, que passou de 40% para 80% desde que Parente assumiu a presidência da estatal.

O senador alertou para a situação do agronegócio, especialmente em Santa Catarina, onde os produtores sofrem com a greve dos caminhoneiros. Berger disse que os problemas ainda podem se agravar.

— E se nós não resolvermos esse problema no curto espaço de tempo, quando nós formos resolver a situação já estabeleceu-se o caos propriamente dito, uma vez que nós não vamos ter mais insumos para alimentar os nossos frangos, as nossas aves, os porcos, uma vez que Santa Catarina é o maior produtor de suínos e o segundo maior produtor de aves — disse o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)