Lindbergh Farias acusa Temer de levar o país à crise dos combustíveis

Da Redação e Da Rádio Senado | 23/05/2018, 17h48 - ATUALIZADO EM 23/05/2018, 20h43

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) alertou nesta quarta-feira (23) para o agravamento da situação no país diante da ausência de soluções por parte do governo federal para as demandas dos caminhoneiros em greve, que exigem a diminuição do preço do óleo diesel.

O parlamentar acusou o governo Temer de ser o responsável pela situação, por permitir aumentos constantes nos combustíveis, o que inviabiliza o trabalho dos caminhoneiros. Lembrou que nos oito anos do governo Lula só ocorreram oito aumentos.

— O preço do diesel está 56% acima do preço internacional. Como se justifica isso? Muito acima. Quem perde com isso? O povo, que precisa de botijão de gás, de diesel, de gasolina. As pessoas que estão pagando a conta agora porque está aumentando o preço de alimento, tá aumentando tudo em cima dessa crise. Sabe quem ganha? As multinacionais de petróleo — criticou o senador.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)