CPI dos Cartões de Crédito define plano de trabalho nesta quarta-feira

Da Redação | 24/04/2018, 09h05 - ATUALIZADO EM 24/04/2018, 09h41

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Cartões de Crédito define nesta quarta-feira (25) seu plano de trabalho. A CPI também deve votar requerimentos. Instalada no último dia 17, a CPI investigará os juros cobrados pelas empresas operadoras de cartão de crédito.

O presidente da CPI é o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), o vice-presidente é o senador Dário Berger (PMDB-SC) e o relator é o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE). O colegiado terá 180 dias para concluir seus trabalhos.

Entre os dez requerimentos a serem votados, estão pedidos de audiência pública com representantes do Banco Central, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), da Confederação Nacional de Dirigentes Logistas (CNDL), do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) e dos bancos.

Há ainda um requerimento do senador Eduardo Lopes (PRB-RJ), que integra a CPI, com pedido para que a Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços indique um interlocutor para as tratativas da CPI.

Também integram a CPI como membros titulares os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Ivo Cassol (PP-RO) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Os senadores Zeze Perrela (PMDB-MG), Regina Sousa (PT-PI) e Lasier Martins (PSD-RS) são membros suplentes.

A reunião está marcada para 15h, no Plenário 15 da Ala Senador Alexandre Costa.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
20h37 Medicamentos e planos de saúde: O Plenário aprovou substitutivo ao Projeto de Lei 1.542/2020, que suspende por até 120 dias o reajuste de preços de medicamentos e de planos de saúde. A matéria segue para a Câmara dos Deputados.
18h38 Doação de alimentos: O Plenário aprovou com emendas o substitutivo da Câmara ao PL 1.194/2020, que incentiva empresas a doar alimentos e refeições excedentes para pessoas, famílias ou grupos em situação de vulnerabilidade. A matéria vai a sanção.
Ver todas ›