Ângela Portela pede ajuda federal para conter aumento da violência em Roraima

Da Redação e Da Rádio Senado | 11/04/2018, 15h58 - ATUALIZADO EM 11/04/2018, 17h09

Em discurso nesta quarta-feira (11), a senadora Ângela Portela (PDT-RR), lamentou o aumento da criminalidade, atribuindo o problema aos efeitos da crise econômica e do desemprego. Ela observou que a violência tem cada vez mais requintes de crueldade, e disse ser difícil para os estados mais pobres combatê-la, devido às proporções que o crime organizado já tomou.

Ângela Portela relatou que são facilmente percebidas a insegurança da população e a falta de ações do governo federal para resolver o problema. Pesquisa de opinião citada pela senadora aponta que 84% dos entrevistados desaprovam a política de segurança pública, enquanto 16% consideram favoráveis as medidas implementadas pelo presidente da República, Michel Temer.

Segundo a senadora, o governo de Roraima já solicitou à Presidência da República medidas como o aumento do efetivo de policiais federais e policiais rodoviários federais para combater a criminalidade, assim como presença mais significativa do Exército nas fronteiras. O problema se agravou, disse a parlamentar, após o aumento do fluxo migratório de venezuelanos com destino a municípios como Boa Vista e Pacaraima, disse ela.

— Somente em Boa Vista, a população sofreu repentinamente o acréscimo superior a 12% de sua população. Em Pacaraima, que é já na fronteira com a Venezuela, esse aumento é ainda maior — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)