Regina Sousa defende inocência de Lula e ataca seus opositores

Da Redação e Da Rádio Senado | 04/04/2018, 19h12 - ATUALIZADO EM 04/04/2018, 20h34

A senadora Regina Sousa (PT-PI) afirmou nesta quarta-feira (4) que os defensores da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado pelo TRF4, são os membros de uma elite que odeia o que ele fez pelos mais pobres, os que praticam trabalho escravo, os que demitiram para praticar trabalho intermitente e os donos dos relhos e dos chicotes.

Ela também mencionou os setores separatistas da Região Sul, os que atiram em ônibus de caravanas, os que privatizam a água com suas cercas de arame farpado e os que torturaram e mataram na ditadura militar e não pagaram pelos seus crimes.

Para a parlamentar, Lula é perseguido também pelos assassinos de lavradores e índios, pelos que mataram a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes e chacinaram os cinco jovens de Maricá (RJ). Incluiu igualmente entre os inimigos do ex-presidente os que ameaçam com a intervenção militar, sob o silêncio de quem deveria se manifestar contra.

Regina Sousa declarou ainda que diferentemente de outros casos, que caminham para a prescrição, como o chamado Mensalão Mineiro, ninguém conseguiu provar que Lula tenha recebido dinheiro da corrupção:

— Quero que mostrem um dinheiro do Lula numa conta no exterior, vamos mostrar que a gente se convence e a gente diz: 'Estamos errados'. Ou dele, da família, de qualquer pessoa. Lula é a pessoa mais investigada desde que ele entrou na política, a vida dele é bisbilhotada (...) desde que ele era sindicalista, nunca encontraram nada. Então tem que se inventar um power point para condenar um inocente — disse Regina Sousa.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
17h36 Cartão em braile: O Plenário aprovou projeto (PLC 84/2018) que assegura às pessoas com deficiência visual o direito de receber cartões de crédito e de movimentação de contas bancárias em braile. O projeto segue para sanção.
16h09 Canudos e plásticos: A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou o Projeto de Lei do Senado 263/2018, que proíbe a produção e o uso de canudos e sacolas de plástico no Brasil. A matéria segue para o Plenário.
15h57 Informações ambientais : A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou o Projeto de Lei do Senado 458/2018, que permite aproveitar informações de impacto ambiental em licenciamentos na mesma área geográfica. A matéria segue para a Câmara.
Ver todas ›