'Não há saída para o país sem educação', afirma Cristovam

Da Redação e Da Rádio Senado | 02/04/2018, 17h11 - ATUALIZADO EM 02/04/2018, 19h11

Não basta educar, mas não há saída para os problemas do país sem a educação, disse em pronunciamento nesta segunda-feira (2), o senador Cristovam Buarque (PPS-DF). Para o parlamentar, sem investir no ensino, o Brasil jamais será um país rico, desenvolvido, justo, civilizado e nem mesmo seguro.

Ele afirmou que a invenção e a criatividade são frutos da ciência, que, por sua vez, resultam da educação. E observou que um país não cresce, nem enriquece, se não for capaz de inventar coisas novas, se não tiver capacidade criativa.

— A educação não resolve tudo, mas nada se resolve sem ela — ressaltou o senador.

Até mesmo para lidar com as novas tecnologias, o trabalhador precisa estar treinado desde criança, alertou.

— Se nós não 'redondearmos' as escolas todas do Brasil, se nós deixarmos que no Brasil algumas escolas sejam 'redondas' e outras 'quadradas', no sentido de umas boas e outras ruins, sempre aqueles que vão para as escolas ruins ficarão para trás — lamentou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h00 Votação de vetos: Foi encerrada a sessão do Congresso para análise de vetos pelos deputados. Colégio de líderes se reúne em seguida para fazer acordo de procedimentos para votação. Nova sessão, com a mesma pauta, foi convocada para as 14h.
10h54 Sessão do Congresso: Começou a sessão remota do Congresso Nacional em que deputados analisam vetos presidenciais e dois projetos de lei. À tarde, será a vez de os senadores votarem a mesma pauta.
Ver todas ›