Lídice da Mata critica fechamento de fábricas de fertilizantes da Petrobras

Da Redação | 20/03/2018, 16h33 - ATUALIZADO EM 20/03/2018, 18h14

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) se disse preocupada com o anúncio de fechamento das fábricas de fertilizantes nitrogenados da Petrobrás na Bahia e em Sergipe. Segundo ela, o impacto econômico e social será devastador, pois, como consequência, outras fábricas também serão fechadas.

De acordo com a senadora, a fábrica de fertilizantes localizada em Camaçari, na Bahia, possui 275 empregados. Ao todo, 700 postos de trabalho podem ser fechados, se considerada toda a cadeia produtiva.

Lídice da Mata defendeu que os senadores do Nordeste e dos estados que mais produzem alimentos se unam em defesa das fábricas de fertilizantes. Ela ainda criticou a posição tomada pelo atual presidente da Petrobrás de fechar as unidades baiana e sergipana.

— Esse Pedro Parente deve ser parente da Shell e de outras empresas multinacionais, não do povo brasileiro, porque a sua ação na Petrobrás é de repetidamente ameaçar com a privatização dessa empresa que, não tenho dúvida, não é aprovada pelo povo brasileiro, que lutou muito para constituir a Petrobrás como um patrimônio do Brasil.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
10h38 Georreferenciamento rural: A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou projeto (PLC 120/2017) que simplifica o georreferenciamento de imóveis rurais. Matéria vai ao plenário.
10h08 Cooperação com a Jamaica: A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou acordo entre Brasil e Jamaica para o intercâmbio de informações sobre impostos. O projeto de resolução que aprova o acordo segue para análise do Plenário.
10h02 Frente Norte : A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) aprovou o projeto que cria a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Consumidor de Energia Elétrica da Região Norte. O PRS 24/2019 segue para a Comissão Diretora.
Ver todas ›