Comissão de Direitos Humanos debate regularização fundiária do DF

Da Redação | 12/12/2017, 18h47 - ATUALIZADO EM 14/12/2017, 19h33

A regularização fundiária no Distrito Federal é o tema de uma audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), marcada para a próxima quinta-feira (14), às 14h. Os senadores debaterão as consequências da Lei 13.465/2017, que prevê a concessão de títulos a ocupantes de núcleos urbanos informais.

A lei é resultado de uma medida provisória enviada ao Congresso em 2016. Conhecida como MP da Grilagem, a norma foi questionada no Supremo Tribunal Federal (STF) em uma ação direta de inconstitucionalidade movida pela Procuradoria Geral da República. Para o Ministério Público Federal, a lei pode provocar privatização em massa de bens públicos, acirramento de conflitos agrários e concessão de anistia a grileiros e desmatadores.

O requerimento para a audiência pública é dos senadores Hélio José (Pros-DF) e Paulo Paim (PT-RS). Foram convidados para participar do debate representantes de associações de moradores de condomínios horizontais; do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária; do Ministério Público Federal; da Ordem dos Advogados do Brasil; e do Tribunal de Justiça, da Câmara Legislativa e do Governo do Distrito Federal.

COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa
Portal e-Cidadania:
www.senado.gov.br/ecidadania
Alô Senado (0800-612211)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
18h57 Proibição de corte de luz às sextas-feiras: O Plenário aprovou o substitutivo da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei 669/2019, que proíbe o corte do fornecimento de água ou de energia elétrica às sextas-feiras e vésperas de feriado. A matéria vai a sanção.
17h09 Cargos na Polícia Federal: O Plenário aprovou a Medida Provisória 918/2020, que cria funções comissionadas na Polícia Federal e transforma cargos em comissão. A matéria vai a promulgação.
Ver todas ›