Reguffe critica empresas que se recusam a vender planos de saúde individuais

Da Redação | 07/12/2017, 17h06 - ATUALIZADO EM 07/12/2017, 17h08

O senador Reguffe (sem partido-DF) cobrou, nesta quinta-feira (7), uma atitude da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em relação às operadoras de planos de saúde que se negam a vender planos individuais.

De acordo com o parlamentar, atualmente não se consegue comprar um plano de saúde individual no mercado. Segundo ele, isso seria uma “artimanha” de determinadas empresas para obrigar os consumidores a terem que adquirir planos coletivos.

Um dos problemas apontados pelo senador é que as operadoras desse tipo de plano podem decidir pela rescisão unilateral dos contratos. Assim, após um ano, o cidadão pode ficar sem cobertura de saúde.

Reguffe ressaltou que já denunciou o caso e criticou a ANS por não ter tomado nenhuma providência.

- A Agência Nacional de Saúde Suplementar não fez absolutamente nada com relação a isso. A ANS existe para fiscalizar e regular esse sistema. E pelo visto não se preocupa com o consumidor brasileiro – disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)