Mudança no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência é criticada na CDH

Da Redação e Da Rádio Senado | 07/12/2017, 15h19 - ATUALIZADO EM 08/12/2017, 14h03

Em audiência na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) nesta quinta-feira (7), professores, bolsistas e especialistas criticaram a modificação do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid). O vice-presidente da comissão, senador Paulo Paim (PT-RS), lamentou que o Ministério da Educação não estivesse presente no debate.

O Pibid é uma política pública de formação de professores instituída há dez anos. Em outubro, o governo anunciou sua substituição pelo Programa Nacional de Residência Pedagógica. Presente na audiência, o representante dos bolsistas, Wesley Gomes, considerou o novo programa um retrocesso.

— Um direito inalienável de cada cidadão e cidadã brasileiro. E se ela é um direito, ela não pode ser ignorada, não pode ser destruída por simples lâminas de powerpoint — afirmou.

A deputada Polyana Gama (PPS-SP) ressaltou que a qualidade da educação depende de qualificação e valorização dos professores. E quer saber o porquê da extinção do Pibid.

— Nós queremos ouvir do governo que aí está qual é a avaliação que eles têm a respeito do Pibid? Porque, então, de repente, mudar a maneira como é feito o Pibid? O que se identificou? — questionou.

André Lemes, secretário de Educação da cidade gaúcha de Rio Grande e presidente da Undime-RS, ao adotar novo programa de formação de professores sem discutir com a categoria o governo se equivoca. Ele foi ainda mais duro ao se referir à proposta Escola Sem Partido em que, para ele, o governo poderia “amordaçar” os educadores.

— Se o Ministério da Educação e a Capes querem qualificar esse processo, que o façam. Entretanto, isso não se faz sem dialogar com quem está fazendo [a educação].

Convidado para a audiência, o ministro da Educação, José Mendonça Bezerra Filho, não compareceu, nem enviou representante. O senador Paulo Paim disse que vai convidar o ministro para explicar a extinção do Pibid.

— Eu vou convocar outra reunião e vamos pedir que esteja aqui, de preferência, o ministro. Quem sabe, a gente ache um caminho comum para fortalecer esse belo programa que é o Pibid — assegurou o senador, informando que vai encaminhar cópia da audiência ao ministro da Educação.

Da Rádio Senado

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)