Hélio José critica decreto sobre privatizações

Da Redação | 07/12/2017, 12h44 - ATUALIZADO EM 07/12/2017, 13h24

O senador Hélio José (Pros-DF) criticou nesta quinta-feira (7), no Plenário do Senado, o decreto do presidente Michel Temer que facilita a privatização de empresas estatais. Publicado em novembro, o decreto 9188 prevê a dispensa de licitação na venda de empresas de capital misto como Eletrobras, Petrobras e Banco do Brasil.

Hélio José classificou a “venda expressa” dos ativos como “um acinte à soberania nacional” e “uma indigência lógica na condução da economia brasileira”. Ele defendeu a reação de setores da sociedade que criticam a privatização.

— A perplexidade da sociedade brasileira com a índole fortemente privatista do governo atual parece bastante razoável e até mesmo bem-vinda. Afinal, ninguém pode se dar como satisfeito com o teor do decreto 9188/2017. Obviamente, trata-se de um decreto que permite ao governo federal desmontar as estatais — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
12h22 Universidade Federal de Jataí : A CE também aprovou o PLC 7/2018, de autoria do Poder Executivo, que desmembra a Universidade Federal de Goiás (UFG), para a criação da Universidade Federal de Jataí (UFJ). Ambos os projetos seguem com urgência para o Plenário.
12h11 Universidade Federal de Catalão: A Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprovou o PLC 5/2018, de autoria do Poder Executivo, que cria, mediante desmembramento da Universidade Federal de Goiás (UFG), a Universidade Federal de Catalão (UFCAT).
11h23 Economia e segurança: Os reflexos da crise da segurança pública na economia será o tema a ser avaliado pela CAE em 2018. A escolha da pauta partiu do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).
Ver todas ›