Lídice relata dificuldades enfrentadas por fabricantes de aviões de pequeno porte

Da Redação e Da Rádio Senado | 29/11/2017, 16h54 - ATUALIZADO EM 29/11/2017, 18h26

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) chamou a atenção para as dificuldades enfrentadas pelos fabricantes de aviões de pequenos porte para que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) faça as vistorias nas aeronaves que já estão prontas para ter a comercialização liberada.

- Na Bahia, temos hoje três empresas deste ramo: a Paradise, a Montaer, ambas de Feira de Santana, e a Aero Centro, de Barreiras. Esta última já produziu mais de 60 aeronaves. Há três anos, no entanto, está com cinco aviões prontos para entrega parados aguardando vistoria da Anac para que estas sejam entregues aos proprietários.

Além disso, disse a senadora, devido à falta de investimentos e incentivos fiscais, muitas empresas não conseguem atender aos prazos estabelecidos pelo programa iBR 2020, que fomenta este setor. Para Lídice da Mata, o Brasil precisa incentivar a indústria aeronáutica e não colocar empecilhos ao seu desenvolvimento.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)