Cristovam anuncia licença do Senado para tentar candidatura à Presidência da República

Da Redação e Da Rádio Senado | 13/11/2017, 17h52

O senador Cristovam Buarque (PPS-DF), explicou em Plenário nesta segunda-feira (13) a decisão de afastar-se do Senado por 120 dias, período que considera necessário para defender diante do partido a candidatura dele à Presidência da República. Ele ressaltou que é preciso o tempo necessário para convencer os militantes do PPS e ouvir a voz do povo, e os quatro meses de licença sem vencimentos coincidem com um período de baixa atividade no Senado.

Para Cristovam, cada um dos pré-candidatos deve mostrar sua disposição a pleitear ao cargo. O senador, que já foi candidato a presidente em 2006, espera que, seja quem for o escolhido pelo partido, deve enfrentar a situação de “desagregação social” da população e definir um rumo para o futuro do país.

— Quando olho ao redor, me sinto preparado. Quando comparo com as outras alternativas que temos hoje, me sinto preparado. Quando comparo com as propostas dos outros, eu creio que eu estou na linha correta.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Senado Agora
15h41 Combustível para aviação: Senadores iniciam Ordem do Dia desta quarta com discussão da proposta (PRS 55/2015) que fixa alíquota máxima para cobrança do ICMS incidente nas operações internas com combustível de aviação.
15h29 Suplente: Acaba de tomar posse em Plenário advogado Elber Batalha, suplente do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que se licenciou por 120 dias para tratamento de saúde e licença por interesses pessoais.
11h56 Segurança pública: O Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) deverá prover recursos para os serviços de Disque-Denúncia. Essa é uma das medidas previstas no PLC 187/2015, aprovado pela CCJ.
Ver todas ›