Conselho de Comunicação propõe seminário sobre 'fake news'

Da Redação | 08/11/2017, 12h20 - ATUALIZADO EM 08/11/2017, 17h45

Na primeira reunião de seus novos integrantes, o Conselho de Comunicação Social (CCS) do Congresso Nacional elegeu Murillo de Aragão e Marcelo Cordeiro, respectivamente, como presidente e vice-presidente. Aragão propôs que uma das primeiras medidas do conselho seja organizar um seminário sobre as fake news, notícias falsas disseminadas nas redes sociais. Atribui-se a elas influência no resultado de plebiscitos e eleições recentes em vários países, como nos Estados Unidos, em 2016.

— Evidente que é um tema emergencial. Sugiro que na próxima reunião se apresente uma proposta de seminário para o início do ano que vem — disse o novo presidente da CCS.

Previsto na Constituição (artigo 224), o CCS é um órgão auxiliar do Congresso Nacional composto por 13 membros titulares e 13 suplentes, de diversos setores da sociedade. Entre as suas atribuições, está a de realizar estudos e pareceres sobre temas ligados à comunicação, para orientação dos parlamentares. Tanto Aragão quanto Cordeiro, eleitos presidente e vice-presidente, integram o órgão na condição de representantes da sociedade civil.

Aragão anunciou que fará visitas de cortesia aos presidentes do Senado, Eunício Oliveira, e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, bem como aos presidentes das comissões das duas Casas relacionadas à comunicação. Propôs ainda a criação de um “observatório da liberdade de imprensa”, para monitorar as ameaças ao livre exercício do jornalismo. Pediu ainda que os conselheiros façam um levantamento dos projetos de lei ligados à comunicação que mereçam maior atenção do CCS.

Na reunião desta quarta, membros do conselho, como Davi Emerich e Sydney Sanches, enfatizaram a importância de divulgar junto aos congressistas o trabalho do colegiado.

— O conselho precisa se afirmar junto ao Congresso Nacional. É um projeto em construção para nos colocarmos como referência para o trabalho parlamentar — afirmou Emerich.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)