Medeiros critica os que condenaram fim da ação contra Aécio no Conselho de Ética

Da Redação e Da Rádio Senado | 25/10/2017, 17h34

O senador José Medeiros (Pode-MT) classificou como “desfaçatez” a atitude de senadores que criticaram o arquivamento da denúncia contra o senador Aécio Neves no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

- Assim como estou aqui apontando o dedo para alguém, pode ser que amanhã ou depois eu esteja na mesma situação dele. Eu sou daqueles que gostam de cuidar da sua vida, mas eu não perdoo vestal; eu não perdoo quem apronta e gosta de passar por santo - disse o senador

Autor da representação conta o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) no Conselho de Ética, José Medeiros disse que o petista o agrediu "com palavras e aos berros” e quase atacou fisicamente, o presidente do Conselho de Ética, senador João Alberto Souza. Na avaliação de José Medeiros, o gesto de Lindbergh “seria crime até no Estatuto do Idoso”.

José Medeiros, que votou a favor do afastamento de Aécio, negou que haja espírito de retaliação por parte do Conselho de Ética. Ele lembrou que o colegiado não passou nenhuma reprimenda para as senadoras que ocuparam a mesa do Plenário.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)