TV Senado exibirá seminário sobre logística em Mato Grosso

Da Redação | 03/08/2017, 12h13 - ATUALIZADO EM 07/08/2017, 10h27

Nos últimos anos, o escoamento da produção agrícola de Mato Grosso para os portos do Norte e do Sudeste tornou-se um imenso desafio logístico. Faltam ferrovias, e as rodovias estão em mau estado. Para debater soluções para o problema, a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) realizará na próxima segunda-feira (7) em Cuiabá, a partir das 9h30 locais (10h30 em Brasília), o seminário O Futuro da Logística de Mato Grosso: Perspectivas e Cenários. O evento também é realizado pela Comissão Senado do Futuro (CSF) e é fruto de uma parceria com a Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, que sediará o seminário. A TV Senado transmitirá, com imagens da TV Assembleia.

— No ano passado tivemos um grande congestionamento num pequeno atoleiro, de 20 quilômetros, da BR-163, no Pará, e foi um transtorno muito grande: mais de cinco mil carretas paradas — exemplificou o senador Wellington Fagundes (PR-MT), presidente da CSF e membro da CDR.

— A solução do Pará é a solução do Mato Grosso. E a solução do Mato Grosso é a solução do Brasil.

Foram convidados representantes do Ministério dos Transportes e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Além de participar do seminário, eles visitarão, juntamente com integrantes da CDR e da CSF, a obra viária do contorno Norte de Cuiabá, de responsabilidade do DNIT, e a duplicação da BR-163 no trecho entre Jaciara e Serra de São Vicente. Também será feito o lançamento da duplicação da rodovia no trecho que vai de Serra de São Vicente a Cuiabá.

Diversas outras entidades foram convidadas para o seminário: Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Secretaria Especial do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Movimento Pró-Logística, Frente Parlamentar de Logística de Transporte e Armazenagem (Frenlog), Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), Secretaria de Infraestrutura do Governo de Mato Grosso (Sinfra), União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT), Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT) e Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT).

— Discutir é fundamental, pois precisamos planejar. Por isso essas entidades todas — explicou o senador Wellington, em audiência na Comissão Senado do Futuro na última quarta-feira (2).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)