Senado aprova indicação para embaixador do Brasil em Trinidad e Tobago

Da Redação | 01/08/2017, 18h07 - ATUALIZADO EM 01/03/2018, 15h07

O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (1º) a indicação do nome de José Antonio Gomes Piras para assumir a Embaixadas do Brasil em Trinidad e Tobago. O diplomata nasceu em 1952, em Além Paraíba, Minas Gerais. É formado em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

No exterior, José Antonio Gomes Piras serviu na Delegação Permanente em Genebra; na Embaixada em Bogotá; na Missão do Brasil junto à União Europeia, nas Embaixadas em Berlim e em Tóquio. Desde 2011, atua no Consulado-Geral em Hamamatsu,  Japão.

O indicado é autor do artigo “Ciência e Tecnologia e Inovação no Japão” e do “Pequeno Manual do Trabalhador Brasileiro no Japão”. A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou a indicação no último dia 6 de julho, pouco antes do recesso parlamentar.

Relações

As relações entre Brasil e Trinidad e Tobago tiveram início antes mesmo da independência trinitária, com a criação, em 1942, do Vice-Consulado do Brasil em Port-of-Spain, como parte do esforço conjunto aliado de guerra contra o nazismo.

Quanto às trocas comerciais, a balança vem favorecendo a Trinidad e Tobago, que exporta para o Brasil produtos manufaturados, em especial produtos químicos. As exportações do Brasil para Trinidad e Tobago são compostas principalmente por produtos básicos, com destaque para minério de ferro e óleo bruto de petróleo.

Entre 2012 e 2016, o intercâmbio comercial decresceu 66,7%, de US$ 1,29 bilhão para US$ 431 milhões. Nesse período, as exportações diminuíram 68% em razão, sobretudo, do desaquecimento no preço e nos embarques de minério de ferro e óleo bruto de petróleo. Porém o deficit brasileiro na balança comercial diminuiu nos últimos cinco anos, passando de US$ 89 milhões em 2012, para US$ 54 milhões em 2016.

Em 2016, o governo brasileiro realizou doação de 20 mil doses de vacina contra Influenza (trivalente H1N1) a Trinidad e Tobago, conforme solicitação recebida por intermédio da Embaixada daquele país em Brasília.

Os  setores como cooperação técnica e turismo apresentam potencial, podendo contribuir para o aumento do intercâmbio entre os dois países.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)