Rádio Senado apresenta reportagem especial sobre a primeira infância

Da Rádio Senado | 30/06/2017, 10h04 - ATUALIZADO EM 30/06/2017, 12h58

A Rádio Senado apresenta neste final de semana a reportagem especial “Infância e futuro: os primeiros anos do resto de nossas vidas”. Em quase trinta minutos, o programa aponta a importância da primeira infância no desenvolvimento físico, intelectual, emocional e social  do futuro adulto. Segundo especialistas e autoridades, as experiências das gestantes e as situações vividas pela criança até os seis anos de idade são decisivos para a saúde e a formação da personalidade.

Os depoimentos de médicos, pedagogos, enfermeiros, fisioterapeutas, mães e crianças reforçam que a criação de vínculos afetivos seguros com os pais nesta fase da vida ajudam a criar adolescentes e adultos com maior autonomia e independência para experimentar os desafios da vida.

A reportagem especial também mostra a importância da amamentação e do lazer, as leis brasileiras que buscam proteger a primeira infância e os debates sobre o tema no Senado Federal, como a semana de palestras e oficinas promovida anualmente pela Comissão de Valorização da Primeira Infância e Cultura da Paz.

O programa “Infância e futuro: os primeiros anos do resto de nossas vidas” tem produção dos jornalistas George Cardim e Fernanda Nardelli  e vai ao ar nesta sexta-feira (30/06), às 18h, sábado (1º/07), às 10h, e domingo (02/07) às 17h.

COMO OUVIR

Dia e horário: sexta-feira (30/06), às 18h, sábado (1º/07), às 10h, e domingo (02/07) às 17h.
Para sintonizar: a Rádio Senado transmite sua programação para Brasília e regiões vizinhas na frequência de 91,7 MHz e para outras nove capitais: Cuiabá (102,5 MHz), Fortaleza (103,3 MHz), João Pessoa (106,5 MHz), Manaus (106,9 MHz), Natal (106,9 MHz), Rio Branco (100,9 MHz), Teresina (104,5 MHz), Macapá (93,9 MHz) e São Luís (96,9 MHz).
Pela internet: os programas da Rádio Senado são distribuídos para quase 3 mil emissoras no país por meio da RadioAgência (acesse aqui)

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)