Lídice da Mata exorta Senado a buscar saídas para a crise do país

Da Redação | 24/05/2017, 21h08 - ATUALIZADO EM 25/05/2017, 10h30

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) defendeu nesta quarta-feira (24) que o Senado se dedique a apresentar soluções para a crise política e institucional que o Brasil atravessa. Ela propôs a criação de um “comitê das diretas” para articular a aprovação de emenda constitucional que viabilize a aprovação de eleições diretas no país caso o presidente Michel Temer deixe o cargo.

— Os dirigentes políticos nacionais precisam entender que as crises exigem soluções, e que a solução só pode ser dada completamente quando ela ouve a opinião do povo. Não como está se fazendo, querendo manter-se um presidente da República que está moribundo no exercício do poder, não tem mais legitimidade nem legalidade para continuar e nem a credibilidade para se dirigir ao povo — disse.

Lídice elogiou o presidente do Senado, Eunício Oliveira, por não suspender a sessão deliberativa do dia, para que os senadores pudessem usar da palavra para comentar os protestos que aconteceram na Esplanada dos Ministérios. Ela condenou a violência da polícia e a ação de “provocadores infiltrados” que estavam na manifestação para “desestabilizá-la”.

A senadora também criticou a pauta de reformas econômicas do governo, que é reprovada por mais de 80% da população, segundo dados que citou. Lídice também disse desaprovar a condução das reformas no Congresso pela base do governo, cujo método é aplicar um “rolo compressor” sobre a oposição.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)