Se reforma trabalhista passar, haverá mais desemprego, afirma Capiberibe

Da Redação | 16/05/2017, 18h13 - ATUALIZADO EM 16/05/2017, 18h26

Ao discursar durante a sessão temática sobre a reforma trabalhista, o senador João Capiberibe (PSB-AP) afirmou que as mudanças propostas vão gerar mais desemprego, além de impactar negativamente a economia.

Ele disse que o objetivo da reforma é eliminar a legislação que protege o trabalhador brasileiro e beneficiar os empregadores.

- O que está sendo proposto pelo governo cria instabilidade, precariza as relações de trabalho, com impacto direto no trabalhador. É uma reforma proposta para beneficiar os empresários – disse o senador.

Capiberibe disse que as mudanças propostas, que diminuem direitos, vão reduzir a renda dos trabalhadores, o que diminuirá o consumo em todo o país, afetando a economia de maneira drástica.

- Se essa reforma passar, nós vamos ter mais desemprego, é óbvio – disse Capiberibe, acrescentando que o governo Michel Temer, por não ter sido eleito pelo voto popular, não tem legitimidade para promover uma reforma tão profunda.

O senador conclamou seus pares a "mudarem completamente” o texto do PLC 38/2017.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)