Senado aprova Carlos Alberto Simas para a embaixada brasileira no Paraguai

Da Redação | 14/12/2016, 16h19 - ATUALIZADO EM 14/12/2016, 22h43

O diplomata Carlos Alberto Simas foi nomeado para a embaixada brasileira no Paraguai. A indicação foi aprovada em Plenário nesta quarta-feira (14) e segue para promulgação da Presidência da República.

Ao ser sabatinado na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) no início de novembro, Simas afirmou que muitas empresas brasileiras têm deslocado partes de sua produção para o Paraguai, devido aos baixos custos de trabalho e condições fiscais vantajosas.

Ele reconheceu que desafios referentes à integração fiscal e prejuízos para setores específicos estão presentes desde a fundação do Mercosul, em 1991. Mas afirmou acreditar que o fenômeno ainda não tem uma dimensão capaz de provocar prejuízos econômicos para o Brasil.

O Paraguai tem relações prioritárias com o Brasil, baseadas principalmente em cooperação energética, integração de infraestrutura, cooperação fronteiriça e combate a ilícitos transnacionais. A hidrelétrica de Itaipu Binacional é um símbolo dessa integração. A usina responde por aproximadamente 17% da energia consumida no Brasil e a 72% do consumo paraguaio. O Brasil é, tradicionalmente, o principal parceiro comercial do Paraguai.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)