Diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente será definido na terça

Da Redação | 28/11/2016, 12h34 - ATUALIZADO EM 29/11/2016, 11h22

Selo_Agenda_BrasilA Instituição Fiscal Independente (IFI) terá seu diretor-executivo definido nesta terça-feira (29), quando será feita a sabatina do indicado Felipe Salto pela comissão diretora. A instalação da IFI está prevista para 12h de quarta-feira (30) no Salão Nobre do Senado.

Felipe é bacharel em Ciências Econômicas e mestre em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Desde 2012 é professor em diversos cursos de MBA da FGV e atuou na Tendências Consultoria Integrada, como especialista em finanças públicas, política fiscal e contas externas. Atualmente é assessor parlamentar no gabinete do senador José Aníbal (PSDB-SP).

Devem participar da solenidade o presidente Renan Calheiros, os integrantes da Mesa Diretora do Senado, o senador licenciado José Serra (PSDB-SP), que é o atual ministro de Relações Exteriores, e o ex-ministro Maílson da Nóbrega. Também foram convidados os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira.

Vigilância

A Instituição Fiscal foi criada pela Resolução 42/2016 com o objetivo de acompanhar os desempenhos fiscal e orçamentário do país. A iniciativa integra a Agenda Brasil, um conjunto de propostas apresentadas pelo Senado para ajudar o país a sair da crise econômica.

A IFI será dirigida por um Conselho Diretor composto de três integrantes: um diretor-executivo indicado pelo presidente do Senado e dois diretores indicados, respectivamente, pelas comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado.

Os indicados serão submetidos a arguição pública e terão mandato de quatro anos, não admitida a recondução.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)