Lindbergh Farias comemora redução da mortalidade infantil no país

Da Redação e Da Rádio Senado | 24/11/2016, 19h41 - ATUALIZADO EM 24/11/2016, 20h41

Em pronunciamento nesta quinta-feira (24), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), comemorou a redução da mortalidade infantil no Brasil, ao analisar dados divulgados pelo IBGE que apontam que, em 2015, a morte de crianças de até um ano representou 2,5% dos óbitos no país, o melhor índice desde 1974, quando o instituto passou a analisar esses números.

O senador também comparou os dados relativos às mortes de crianças de até cinco anos. Em 2005, o índice foi 4,8%, e, em 2015, foi de 3% dos óbitos registrados.

A melhoria da qualidade de vida e no atendimento pré-natal, o maior acesso a serviços básicos e ao saneamento são alguns dos motivos apontados por Lindbergh como responsáveis por esse avanço. Ele ressaltou ainda programas governamentais como o Mais Médicos, o Brasil Carinhoso e o Bolsa-Família.

— Podem atacar o PT, podem fazer o que quiser do Lula, da presidente Dilma. Mas uma coisa eles não podem tirar dos resultados dos nossos governos. Foi uma profunda inclusão social que houve nesse país. A melhora de vida de milhões de brasileiros. Mais de 20 milhões de brasileiros saíram da pobreza extrema — disse.

Lindbergh Farias alertou, porém, que todas essas conquistas sociais estão sob risco, caso o Senado aprove a proposta de emenda à Constituição que limita, por 20 anos, os gastos públicos. Para ele, a retomada da economia somente vai ocorrer com o aumento dos investimentos e não com o corte nos gastos públicos.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)