Paulo Rocha diz que impeachment é conspiração para tirar o PT do poder

Da Redação | 09/08/2016, 18h13 - ATUALIZADO EM 09/08/2016, 22h05

O senador Paulo Rocha (PT-PA) afirmou na sessão plenária desta terça-feira (9) que sentia "um misto de tristeza e indignação” em relação ao processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff. Segundo ele, tudo é fruto de uma conspiração da maioria política no Parlamento em conjunto com a mídia para criminalizar o PT.

Na opinião de Paulo Rocha, um “julgamento político” foi inaugurado no Ministério Público com o chamado mensalão, processo no qual ele foi julgado, e prossegue agora com a operação Lava Jato, da Polícia Federal.

— A Lava Jato confunde a questão do que é propina, da corrupção, e o que é apoio aos partidos políticos aos candidatos. E se aproveita desta mistura para selecionar e direcionar aqueles que eles querem colocar na criminalização da política — afirmou.

Ainda de acordo com o senador, os governos estaduais são “costumazes” no desrespeito à Lei de Responsabilidade Fiscal, mas muitos não são punidos. Ele chamou o impeachment de ameaça à democracia e “conjunto de hipocrisia” contra o PT.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)