Renan garante que colocará projeto da LDO na pauta do Congresso assim que texto passar na comissão

Da Redação | 12/07/2016, 18h15 - ATUALIZADO EM 12/07/2016, 18h52

O presidente do senado, Renan Calheiros, disse nesta terça-feira (12) que colocará o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017  (PLN 2/2016) na pauta de votações do Congresso assim que for votado na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO). De acordo com Renan, o processo de escolha do presidente da Câmara dos Deputados, no que depender dele, não atrasará a votação.

— Não há nenhum problema com relação à LDO. O que nós não podemos fazer é pré-datar uma convocação do Congresso em função de uma deliberação que será tomada ou não na Comissão Mista de Orçamento. Tão logo a comissão vote a LDO, de pronto eu convocarei o Congresso Nacional — disse Renan.

Na segunda-feira (11) o  senador Wellington Fagundes (PR-MT), relator do projeto da LDO, disse esperar que a comissão consiga aprovar o texto na reunião da próxima quarta-feira (13), marcada para as 14h30.

Questionado sobre pedidos do governo para a votação de outros textos na pauta, Renan afirmou que o presidente Michel Temer gostaria de celeridade na votação do texto que recria a Desvinculação de Receitas da União (DRU), a PEC 31/2016. A expectativa é de que o texto libere quase R$ 118 bilhões somente em 2016.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)