Paulo Bauer comemora lei que obriga alerta sobre presença de lactose em alimentos

Da Redação e Da Rádio Senado | 06/07/2016, 17h37 - ATUALIZADO EM 06/07/2016, 18h10

O senador Paulo Bauer (PSDB-SC) comemorou a entrada em vigor da lei que obriga a indústria alimentícia do país a alertar os consumidores sobre a presença, na composição dos alimentos, da lactose, tipo de açúcar presente no leite e seus derivados.

Assim, o consumidor com intolerância à lactose terá a informação necessária para escolher ou não o produto, o que assegura a essas pessoas mais qualidade de vida, sem qualquer aumento de despesa para o governo ou indústria, disse o senador.

— E quando uma pessoa tem intolerância à lactose, ela, ao ingerir leite ou derivados de leite, ela tem uma indisposição gastrointestinal, que pode ser até muito grave, ela tem uma indisposição para o trabalho, para a convivência social, ela perde apetite. Portanto, tem problemas com consequências mais comprometedoras em relação à sua saúde.

No Brasil, segundo Paulo Bauer, por causa da miscigenação das raças, estima-se que 40% das pessoas têm algum tipo de intolerância à lactose.

Paulo Bauer explicou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) poderá recolher nos mercados os produtos que não se adequarem à regra, no prazo de seis meses.

Ele ainda destacou que a chamada Lei da Lactose se originou de um projeto apresentado por ele, sugerido pelo catarinense Pedro Michels, que contou com o empenho de Jéssica Duarte, uma outra catarinense que angariou o apoio de mais de 40 mil pessoas em um abaixo-assinado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)