Cassol se diz convencido de que há indícios de crime de responsabilidade de Dilma Rousseff

Da Redação | 12/05/2016, 05h40 - ATUALIZADO EM 12/05/2016, 05h47

Em pronunciamento na madrugada desta quinta-feira (12), o senador Ivo Cassol (PP-RO) anunciou voto pela abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff, dizendo-se convencido de que há indícios de crime de responsabilidade praticados pela presidente da República.

Para Cassol, a presidente perdeu a credibilidade junto à opinião pública. Em Rondônia, disse, mais de 80% da população querem a saída de Dilma.

— O Brasil precisa tomar rumo, retomar a governabilidade, independentemente de quem esteja no poder — opinou.

Ivo Cassol agradeceu à presidente Dilma Rousseff por ter sancionado lei que liberou o uso da “pílula do câncer”.

— A presidente Dilma foi corajosa, contrariando interesses de clínicas, de laboratórios e de seus próprios ministros, sancionou a Lei 13.269/2016, que autoriza o uso da fosfoetanolamina para pacientes com câncer — afirmou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)