Aécio Neves diz que desastre econômico foi provocado por ações de Dilma

Da Redação | 11/05/2016, 20h28 - ATUALIZADO EM 12/05/2016, 07h15

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou que o Senado precisa cumprir seu dever constitucional de ratificar a decisão da Câmara dos Deputados pela abertura do processo de impeachment da presidente da República, Dilma Rousseff. Aécio considera que as violações à Lei de Responsabilidade Fiscal justificam o impeachment de Dilma. E frisou que a presidente da República pode delegar atribuições, mas não tem o direito de transferir responsabilidades que são suas.

Aécio Neves mencionou inúmeros indicadores negativos da economia brasileira. E destacou que os atos deliberados  de Dilma geraram instabilidade no país e um descontrole que resultou na maior recessão econômica da História da República.

O senador pediu atenção à voz das ruas, lembrando que os brasileiros se manifestaram maciçamente contra o desprezo à verdade, à ética e à correção na coisa pública, e acusou Dilma de praticar atos “acima da lei e da ordem”. Aécio Neves também mencionou a campanha presidencial de 2014, quando já alertava a presidente sobre o risco das pedaladas fiscais, mas Dilma não teria correspondido à tentativa de debate “republicano” sobre os rumos do país.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)