Lasier Martins relata destruição causada pelas enchentes no Rio Grande do Sul

Da Redação e Da Rádio Senado | 13/10/2015, 15h12 - ATUALIZADO EM 13/10/2015, 15h38

O senador Lasier Martins (PDT-RS) lamentou nesta terça-feira (13) as enchentes que vitimam a população gaúcha. Há mais de 70 anos o Rio Grande não enfrentava uma cheia tão forte, salientou o parlamentar, que pediu ajuda federal. Na segunda-feira, o Rio Guaíba, que banha Porto Alegre, atingiu o maior nível em 74 anos.

Vinte e duas estradas estaduais sob a jurisdição do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem estão interrompidas. Isto é, a movimentação no estado está muito dificultada. Agora pela manhã recebi inúmeras fotos de crateras que foram abertas pelas chuvas, pelas enchentes, em algumas das principais rodovias do Rio Grande do Sul, causando danos aos veículos, pneus arrebentados, automóveis que perderam o controle e caíram fora da estrada — informou.

As fortes chuvas atingem 56 cidades e no final de semana quase oito mil gaúchos tiveram que deixar suas casas. Desses, pouco mais de quatro mil estão em abrigos. Segundo o senador, um terço da cidade de Eldorado do Sul (RS) está sob as águas. As casas de metade dos 36 mil moradores do município foram alagadas e pelo menos dois mil tiveram que buscar abrigo em outros lugares.

— São muitos os infortúnios que conspiram contra o Rio Grande do Sul nos últimos tempos. Pois agora, para concorrer com tanto infortúnio, os céus desabam águas como muito não desabavam sobre o estado do Rio Grande do Sul — lamentou, referindo-se também à crise financeira do estado, que tem tido dificuldade para pagar os salários dos servidores públicos.

Lasier Martins informou ainda que o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, anunciou a liberação de recursos federais para ajudar na reconstrução de pontes. Disse também que a população gaúcha está em um momento especialmente solidário com os desabrigados.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)