Waldemir Moka alerta para enfrentamento entre índios e agricultores no MS

Da Redação e Da Rádio Senado | 27/08/2015, 17h29 - ATUALIZADO EM 27/08/2015, 19h43

O senador Waldemir Moka (PMDB-MS) fez um alerta nesta quinta-feira (27) para o iminente enfrentamento entre índios e agricultores na zona rural de Antônio João, município a 300 quilômetros de Campo Grande. Os produtores fecharam rodovias em protesto contra a invasão de cerca de mil índios a cinco propriedades em 10 mil hectares de terras da região.

Moka disse temer que o enfrentamento se torne violento, uma vez que indígenas e produtores rurais estão irredutíveis. Segundo o senador, os índios ocuparam um distrito de Antônio João, expulsando os moradores, com o argumento de aquelas seriam terras indígenas. A área, entretanto, seria produtiva e estaria nas mãos de famílias de agricultores há mais de 50 anos.

O senador pediu ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e ao ministro da Defesa, Jaques Wagner, que intervenham na questão.

Eu não tenho dúvida que se tiver enfrentamento, como já aconteceu, nós vamos ter perda de vidas e é o que estamos querendo evitar. É a nossa gente, é a minha gente. Eu fico realmente sensibilizado - disse o senador.

Waldemir Moka pediu ainda a aprovação no Senado da PEC 71/2011, que assegura indenizações por benfeitorias e pela terra nua aos donos de terra que sejam consideradas reservas indígenas. Ele acredita que a proposta poderia ajudar a resolver os conflitos em seu estado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Senador Waldemir Moka