Gleisi Hoffmann defende medidas que asseguram participação da mulher na política

Da Redação e Da Rádio Senado | 11/11/2014, 16h51 - ATUALIZADO EM 12/11/2014, 15h28

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) lamentou a baixa participação feminina no processo eleitoral e defendeu medidas que assegurem mais vagas para mulheres no Poder Legislativo. Ela ressaltou que, apesar da reserva de 30% das vagas para cargos eletivos nos partidos políticos para as mulheres, as deputadas federais ocupam menos de 10% das cadeiras da Câmara, e a participação feminina diminuiu nas assembleias estaduais. Gleisi ainda ressaltou que as mulheres raramente conseguem boas colocações na lista de candidatos mais votados.

Gleisi Hoffmann propõe que 50% das cadeiras da Câmara sejam destinadas a mulheres e, nos anos em que forem preenchidas duas cadeiras do Senado por estado, uma seja reservada a mulheres.

- O mundo da política é um mundo eminentemente masculino, e isso está no subconsciente coletivo, onde as pessoas projetam nas candidaturas masculinas uma maior capacidade de representação pelo histórico, pela cultura, por uma série de elementos na nossa sociedade. Então, é importante que as mulheres tenham as mesmas condições de disputa eleitoral - disse a senadora.

A parlamentar também espera que a reforma política reduza o grande número de partidos representados no Legislativo federal e proíba o financiamento de campanhas eleitorais por empresas privadas.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:
Senadora Gleisi Hoffmann