Renan Calheiros pede que líderes busquem acordo

Da Redação | 01/02/2013, 16h55

Durante a sessão destinada a eleger os membros da Mesa, o novo presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), pediu aos líderes dos partidos que tentem entrar em acordo para a indicação dos nomes. Caso não se alcance acordo, poderá haver mais de um candidato para alguns cargos, em vez de uma chapa única.

De acordo com a Constituição, é preciso respeitar, na composição da Mesa e das comissões, a proporcionalidade à representação dos partidos e blocos na casa. Segundo o presidente, os partidos estão indicando nomes para os cargos de titular da mesa, mas quatro dos onze cargos são de suplente.

Uma das possíveis divergências foi resolvida entre PSB e DEM. Ambos têm quatro representantes no Senado e não haveria lugar para representantes dos dois partidos na Mesa. Segundo o líder do DEM, senador José Agripino (DEM-RN), ao PSB caberá uma das comissões, enquanto o DEM ocupará um dos cargos de suplente na Mesa.

Mais informações a seguir

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: