Parlamentares discutem reativação do Parlamento Amazônico

Da Redação | 09/11/2004, 23h00

A Subcomissão Permanente da Amazônia, que funciona no âmbito na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), realizou audiência pública nesta quarta-feira (10) com a presença de parlamentares da Bolívia, Equador, Venezuela e Peru. Na pauta, a reativação do Parlamento Amazônico.

A preservação do meio ambiente aliada ao desenvolvimento sustentável, bem como maior integração dos países localizados na região amazônica, dominaram os debates na reunião, considerada pelo presidente da subcomissão, senador Jeferson Péres (PDT-AM), como um passo importante para o fortalecimento do Parlamento Amazônico.

Para o senador Marco Maciel (PFL-PE), a integração dos países amazônicos passa por um maior empenho e participação dos Legislativos, enquanto Sibá Machado (PT-AC) pregou o que chamou de crescimento saudável para toda a região, a começar por maior solidariedade entre as populações.

A senadora Fátima Cleide (PT-RO) concordou com as colocações de Sibá, deixando claro que a solidariedade é fator fundamental para a integração dos povos da Amazônia. Mas voltou a alertar para os perigos de constantes agressões ao meio ambiente, como o assoreamento do rio Guaporé, na divisa do Brasil com a Bolívia.

Já o senador João Capiberibe (PSB-AP) lamentou a não existência de um projeto viável para a Amazônia. E disse que o incremento cultural é o caminho adequado para se promover a integração, a começar pela adoção do ensino da língua espanhola nos estados fronteiriços, que passaria a ser o segundo idioma. O senador Augusto Botelho (PDT-RR) informou que em Roraima o espanhol já é considerado como segunda língua.

 Estiveram presentes na audiência pública seis representantes do Grupo de Reativação do Parlamento Amazônico: Geraldo Saavedra, do Peru; Ana Lucia Rey, da Bolívia; Rolo Sanmartin Iñigrez, do Equador, além dos representantes da Venezuela Luis Arana Cedeno, Victor Leon e Idelfonso Sosa de Mendez.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

MAIS NOTÍCIAS SOBRE: