Senadores comentam situação do ministro Gustavo Bebianno

15/02/2019, 15h37 - ATUALIZADO EM 15/02/2019, 16h02

Senadores comentaram a denúncia de que o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República e ex-presidente do PSL, Gustavo Bebianno, destinou dinheiro público a candidatos com poucos votos, o que pode indicar candidaturas de fachada. Na visão do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, é o presidente da República Jair Bolsonaro quem deve decidir se o ministro será ou não demitido, ficando o Congresso com a discussão de problemas do Brasil. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que convidará Bebianno para dar explicações à Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC). E na visão da senadora Soraya Thronicke (PSL-MS), o governo não está enfrentando crise.

Reportagem de Iara Farias Borges, da Rádio Senado.



Opções: Download